Federação Nacional dos Corretores de Imóveis

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

FEIRÃO BUSCA DRIBLAR CRISE

E-mail Imprimir PDF
JORNAL DO COMMERCIO (Recife, PE) - 23 de abril     Mais informações na edição online
 
Serão 20.513 opções de imóveis da Região Metropolitana do Recife disponíveis para venda. O 11º Feirão Caixa da Casa Própria acontece no Centro de Convenções de amanhã até o domingo. Com o recente aumento dos juros e a restrição ao crédito para os clientes que utilizam recursos da poupança no financiamento, a Caixa Econômica Federal terá como foco para o evento deste ano os compradores que se encaixam no perfil do Minha Casa, Minha Vida ou que pretendem usar os recursos do FGTS.
 
Dos imóveis que estarão disponíveis nos três dias de evento, 11.402 são novos e outros 1.640 mil usados. Entre os expositores do feirão, vão estar 54 construtoras, cinco imobiliárias e mais 40 correspondentes imobiliários da CEF. Para consultar o acesso ao crédito no próprio evento, os interessados precisam apresentar documento de identidade, CPF e comprovante de renda. A quantidade de imóveis ofertados neste ano é menor que a da edição de maio de 2014, quando 25.840 unidades estavam disponíveis para venda e foram movimentados R$ 1,21 bilhão em negócios. A instituição não divulgou expectativa de valores a serem movimentados para o feirão deste ano.
 
Empreendimentos de todos os perfis e preços, novos e usados, estarão disponíveis para negócio, mas o foco será, de fato, os que se encaixam em condições especiais. Para quem usar o dinheiro da poupança para a entrada, já valem os novos percentuais de financiamento aplicados pela Caixa Econômica Federal: 0,3% de juros e o piso de 20% do valor do imóvel para a entrada. Beneficiados pelo MCMV e que vão usar o FGTS, cujo teto é de R$ 190 mil, não precisam atender a esses requisitos.
 
Por isso, construtoras e imobiliárias estarão com foco nos seus produtos do MCMV, muitos, inclusive, com grandes áreas de lazer. A Nacional Empreendimentos, por exemplo, lança o Reserva Atlântica Jacarandás, em São Lourenço da Mata, umas das poucas opções do programa habitacional com unidades de três quartos. Na mesma cidade, a Pernambuco Construtora estará negociando apartamentos do Reserva São Lourenço, já prontos para morar.
Última atualização em Qui, 23 de Abril de 2015 18:12