Federação Nacional dos Corretores de Imóveis

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

COMO VENDER IMÓVEIS EM PERÍODOS DE CRISE IMOBILIÁRIA

E-mail Imprimir PDF
ZAP PRO, 26/5/2015
 
Confira as dicas do presidente da Fenaci Joaquim Antonio Mendonça Ribeiro
 zap pro 70
Os corretores de imóveis com certeza têm conhecimento das medidas restritivas de crédito baixadas pela Caixa Econômica Federal, instituição responsável por 70% dos financiamentos habitacionais, que, além de aumentar juros, reduziu a 50% o empréstimo para aquisição de imóvel usado. Outra instituição estatal, o Banco do Brasil, também anunciou aumento de juros para o crédito imobiliário, o que, aliado à situação geral da economia, traz certa apreensão no que se refere ao nosso ramo de atividade.
 
No entanto, são em momentos assim, de crise, que temos de utilizar plenamente as qualidades que nos capacitam a exercer a profissão de corretor imobiliário, fazendo do limão uma limonada. Mais do que nunca são necessárias algumas atitudes e posturas que eu assim resumiria:
 
1. Não é preciso saber todas as respostas, mas entender o que está sendo perguntado;
 
2. Ver nas crises oportunidades de crescimento. Ter em mente que o aprendizado nos tempos de calmaria é menos valioso que o adquirido em tempos difíceis;
 
3. Entender que se a experiência é lição do passado, a iniciativa é exigência do presente;
 
4. Saber que as mudanças podem gerar conflitos, mas que você, mesmo assim, tem de “desinstalar-se”, “sair da casinha”, se quiser crescer e
 
5. Lembrar-se sempre que os grandes homens devem seus sucessos às crises que enfrentaram.
 
Em resumo, numa linguagem bem clara, é preciso praticar aquilo que chamo de “TBC”, ou seja, tirar o “traseiro” da cadeira. Sempre há uma saída, quando se busca. Se está ruim para quem vende, está bom para quem compra e por aí vai. Temos de ficar atento a tudo que nos rodeia.