Federação Nacional dos Corretores de Imóveis

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Imprimir

LANÇADA EM SP A VERSÃO EM PORTUGUÊS DO PADRÃO
INTERNACIONAL DE ÉTICA PARA O MERCADO IMOBILIÁRIO

O presidente da Fenaci, Joaquim Ribeiro, participou, na noite de 24/4/2017, do RICS Members Meeting, evento realizado em São Paulo, que marcou o lançamento da versão em Português do Padrão Internacional de Ética (IES – International Ethics Standards) para o mercado imobiliário. O IES é fruto de um trabalho conjunto de entidades internacionais (RICS e Fiabci) e nacionais (Fenaci, CBIC e Secovi-SP).

A Royal Institution of Chartered Surveyors (RICS) é uma entidade com origem no Reino Unido, que está no Brasil desde 2011 e trabalha em cooperação com membros e entidades nacionais no sentido elevar o padrão de excelência profissional das atividades que compõem o ciclo imobiliário.

Marcia Ferraria, chefe de Desenvolvimento para a América Latina da RICS, deu as boas-vindas e explicou as razões do encontro. Em seguida falou o presidente do Secovi-SP, Flavio Amary, que destacou a importância da ética de maneira geral e no mercado imobiliário. O terceiro a se apresentar foi o presidente da Fenaci, Joaquim Ribeiro, que falou sobre a necessidade de as entidades participarem das discussões e do que vem sendo feito para se estabelecer um padrão ético internacional no mercado imobiliário. Hamilton Leite Jr., vice-presidente do IESC (Coalizão para Padrões Éticos Internacionais), encerrou as apresentações, apresentando um panorama global do que vem sendo feito na área.

PRECEITO BÁSICO – Em sua fala Ribeiro destacou que, ao ser convidada a integrar a frente pelo desenvolvimento de um padrão ético internacional para o mercado imobiliário, a Fenaci não hesitou em aderir, pois um dos  preceitos básicos da entidade “em prol da valorização da categoria é justamente incentivar que o crescimento profissional esteja sempre ligado à busca contínua de aprimoramento, mas sem jamais desconsiderar os padrões de ética e de lisura”.

“Agir de forma ética”, segundo o presidente da Fenaci, “é sempre querer o melhor para o outro, pois não podemos fazer para nosso semelhante algo que não desejamos que façam conosco. A ética tem de estar presente em todas as nossas relações. Seja na família, no trabalho, nos negócios, nos esportes ou na política. No mercado imobiliário então nem se fala. E os corretores de imóveis, que hoje são cerca de 350 mil atuando no país, têm papel fundamental neste aspecto, pois mexem com o sonho maior de grande parte dos brasileiros, que é conquistar a casa própria”.

Para o presidente da Fenaci, se “houvesse um rígido respeito à ética na política, certamente o Brasil não estaria passando pelo caos que hoje vivenciamos. Infelizmente, os valores parecem ter sido invertidos de tal forma que ter uma atitude honesta e ética passou a ser a exceção, quando deveria ser a regra”, concluiu.

Na oportunidade, o presidente da Fenaci esteve em contato, entre outras personalidades, com Ademar Luis Zanoto Júnior, gerente-regional da Caixa; Romeu Chap Chap, coordenador do Núcleo de Altos Temas do Secovi-SP; e Clayton Rosa Carneiro, superintendente-regional da Caixa Econômica Federal. Em sua apresentação, o presidente Joaquim abordou a importância das entidades nacionais na formulação do padrão de ética que era lançado na ocasião.